Sobre

Marina Mapurunga

Artista e pesquisadora que atua no campo do audiovisual (direção de som, som direto, edição de som, composição musical/sonora), da arte sonora e da música.

Tem atuado no audiovisual desde 2006, trabalhando como realizadora, sound designer, técnica de som direto, editora de som, montadora e continuísta. Iniciou seus estudos musicais em 1998, como violinista na Orquestra de Cordas do SESI/UFC sob a orientação do maestro Vazquen Fermanian. De 2003 a 2012, foi cantora e violinista no grupo musical Desidéria. Foi membro do Coletivo Xaréu o período de 2013 a 2015. Com o projeto AnimuLa, trabalha com performance, composição sonora/musical acusmática, voz e violino com pedais. Fundadora e membro da OLapSo (Orquestra de Laptop Sonatório – UFRB). Integrante da Orquestra Errante desde 2018.

Doutoranda em Música (Sonologia) pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisadora do NuSom. Integra a rede Sonora – Músicas e Feminismos. Professora de som dos cursos de Cinema e Audiovisual e Artes Visuais da Universidade Federal do Recoôncavo da Bahia (UFRB). Coordenadora do Laboratório de Pesquisa, Prática e Experimentação Sonora -Sonatório, projeto de extensão da UFRB, e da OLapSo (Orquestra de Laptop UFRB).  Mestra em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), na linha de Estudos de Cinema e Audiovisual com pesquisa em Som no Audiovisual; especialista em Audiovisual em Meios Eletrônicos pela Universidade Federal do Ceará (UFC), especialista em Musica para Cinema e TV pelo Conservatório Brasileiro de Música (CBM), graduada em Letras, pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Realizadora Audiovisual, formada pela Escola Pública de Audiovisual de Fortaleza Vila das Artes.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7480609285486625