Bio

Marina Mapurunga

Artista e pesquisadora que atua no campo do audiovisual, da arte sonora e da música. Tem atuado no audiovisual desde 2006, trabalhando como realizadora, diretora de som/sound designer, técnica de som direto, editora de som, montadora e continuísta.

Professora de som do curso de Cinema & Audiovisual e Artes Visuais do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Doutoranda em Música (Sonologia) pela Universidade de São Paulo (USP), onde desenvolve uma pesquisa sobre práticas sonoras experimentais como método de ensino para a criação sonora em cursos de cinema e audiovisual, orientada pelo prof. Dr. Fernando Iazzetta.

Pesquisadora do NuSom – Núcleo de Pesquisas em Sonologia da USP e do LinkLivre – Grupo de Estudos e Práticas Laboratoriais em Plataformas, Softwares Livres e Multimeios da UFRB. Integrante da rede Sonora – músicas e feminismos e da Orquestra Errante. Associada da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual – SOCINE. Coordenadora e integrante do Laboratório de Pesquisa, Prática e Experimentação Sonora – SONatório, projeto de extensão da UFRB, e da OLapSo (Orquestra de Laptops SONatório – UFRB).

Mestra em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), na linha de Estudos de Análise e Políticas do Audiovisual, onde desenvolveu uma pesquisa sobre a experimentação sonora do duo O Grivo em cinco curtas-metragens do diretor Cao Guimarães, orientada pelo prof. Dr. Fernando Morais da Costa. Especialista em Audiovisual em Meios Eletrônicos pela Universidade Federal do Ceará (UFC), especialista em Música para Cinema e TV pelo Conservatório Brasileiro de Música (CBM-RJ), graduada em Letras, pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Realizadora Audiovisual, formada pela Escola Pública de Audiovisual de Fortaleza Vila das Artes.

Iniciou seus estudos musicais em 1998, como violinista na Orquestra de Cordas do SESI/UFC sob a orientação do maestro Vazquen Fermanian. De 2003 a 2012, foi cantora e violinista no grupo musical Desidéria. Foi integrante do coletivo de música experimental Xaréu no período de 2013 a 2015. Com o projeto AnimuLa, trabalha com performance, composição sonora/musical acusmática, voz e violino com pedais e laptops. Integrante do trio Mamomã, desde 2019, que trabalha com improvisação musical, projeções e encenações.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7480609285486625